27% dos colaboradores têm níveis de saúde mental médio ou ruim

Pesquisa da Sodexo aponta que o trabalho é o principal motivo para que funcionários tenham nível de bem-estar físico e mental médio ou ruim.

O ano de 2024 mal começou, e o tema da saúde mental no trabalho segue tão em alta quanto no ano anterior. Segundo o estudo “People At Work 2023”, do ADP Research Institute, 68% dos trabalhadores se sentem livres para conversar sobre sua saúde física no trabalho, e 64% apontam em mesmo em relação à saúde mental. No Brasil, essa também é uma realidade para 65% e 63% dos colaboradores, respectivamente.

Por mais que o Brasil e o mundo já tenham dado grandes passos em direção a uma cultura organizacional e à construção de uma rotina e ambiente de trabalho mais saudáveis, ainda é necessário evoluir o tema nos mais diferentes segmentos do mercado. A mesma pesquisa aponta que 57% dos trabalhadores não sentem que seus colegas, ou mesmo suas lideranças, estão prontos para conversar sobre temas de saúde mental no trabalho sem julgamentos.

Agora, a Sodexo divulgou um novo estudo global, realizado em parceria com a YouGov, que aponta que 27% dos colaboradores de empresas têm um nível de bem-estar mental médio ou ruim. Para esse grupo, o trabalho é o principal motivo, representando 80% dos casos, uma vez que está diretamente conectado ao estresse sentido por esses funcionários (39%). A pesquisa ouviu 5.595 funcionários com atuação em seis países: Brasil, China, Estados Unidos, França, Índia e Reino Unido.

Entre os colaboradores que consideram sua saúde física como ruim, o trabalho também é pontado como a principal causa, segundo 75% dos mesmos. Segundo o levantamento, as principais razões para a saúde física dos entrevistados é a falta de tempo para se exercitar (42%) e para preparar alimentos saudáveis (21%).

Alimentação aliada ao trabalho

No recorte brasileiro da pesquisa, 31% dos entrevistados apontam não ter tempo para preparar refeições saudáveis para o dia a dia. Já 23% apontam que o local de trabalho não oferece opções saudáveis e nutritivas. Como resultado, 22% dos colaboradores brasileiros ouvidos pelo estudo apontam que possuem hábitos alimentares inadequados quando trabalham de forma remota.

Diante desse cenário, empresas optam por contratar serviços especializados em alimentação coletiva, priorizando saudabilidade e sustentabilidade para seus parceiros. A Sodexo On-site conta com o programa “Mais Saúde”, que oferece orientação nutricional, indicando aos colaboradores das empresas contratantes a combinação adequada de vitaminas para promover o equilíbrio da saúde física e emocional.

“Promover um ambiente saudável, abordando aspectos físicos, mentais e nutricionais, é crucial para aumentar a eficiência e a vantagem competitiva das empresas, além de estabelecer bases sólidas para um futuro sustentável”, aponta Danielle Totti, vice-presidente de Estratégia, Marketing, Comercial e Performance da Sodexo On-site no Brasil. “A alimentação é a principal ferramenta que temos na Sodexo para ajudar nossos clientes a melhorar a saúde de seus colaboradores. Além disso, um ambiente propício para executar as atividades e espaços que promovem interações sociais e conexões entre os colegas também são meios para proporcionar mais qualidade de vida para os colaboradores”.

Saúde no local de trabalho

A pesquisa da Sodexo também aponta que 24% dos colaboradores percebem que seus locais de trabalho presencial não são ergonomicamente adequados. Uma vez que cada vez mais organizações estão exigindo o retorno ao trabalho 100% presencial ou de forma híbrida – a IBM, por exemplo, exigiu que todos os líderes e gerentes compareçam aos escritórios da empresa três vezes por semana –, o ambiente adequado é essencial para a saúde física e emocional dos colaboradores.

“Empresas visionárias entendem que funcionários saudáveis e felizes impulsionam o sucesso da organização”, afirma a executiva. “Um ambiente preparado para o futuro, que dá atenção à saúde física e mental dos profissionais está focado em uma abordagem centrada nas pessoas, permitindo interação, cuidado com o bem-estar, e disponibilização de espaços que promovam interações sociais e cada vez mais sustentáveis”.

Pesquisar
Veja também:
Regulamentação da reforma tributária deverá ser enviada na próxima seman...
Igualdade salarial entre homens e mulheres
Fiesp debate se reforma trabalhista também se aplica a contratos anterio...
Wickbold e integrantes do Mulheres em Movimento colaboram com o Programa...