e@bimapi

 
 
Logotipo e@bimapi
 
 


Debate sobre a economia global abre a última reunião do
Conselho Gestor & Associados de 2019

Realizamos no dia 28 de novembro, na FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) a 12ª reunião do Conselho Gestor & Associados ABIMAPI, nosso último encontro de 2019. Na oportunidade, recebemos a Priscila Deliberalli, economista sênior do Banco Safra, que debateu conosco a atual conjuntura do país e do mundo no âmbito econômico.

De acordo com a especialista, os sinais recentes emitidos por diferentes indicadores da atividade econômica em nível global parecem confirmar o processo de desaceleração, embora dados atuais sugiram que a queda nas taxas de crescimento pode estar chegando ao fim. Trata-se, em certa medida, de uma crise que resulta em parte da guerra comercial entre Estados Unidos e China, que não dão trégua.

Além disso, a crise política na Itália, os ataques a plantas de tratamento de petróleo na Arábia Saudita e o acirramento do conflito com o Irã – embora em alguns casos já parcialmente superados –, também contribuíram para o aumento da incerteza, e a principal consequência disso tem sido a redução do investimento em escala mundial e a inclinação negativa da curva de juros norte-americana - e sempre que isso acontece, é importante lembrar que a moeda brasileira é sensível às condições sistêmicas, globais, regionais e nacionais.

Analisando o cenário econômico do Brasil, desde que nossa inflação se estabilizou, há 25 anos, os juros têm sido usados como instrumento de política monetária. Taxas altas serviram, entre outras coisas, para segurar movimentos bruscos no câmbio e para combater o aumento da inflação. Hoje temos uma perspectiva de uma economia mais estável com a possibilidade de atrair dinheiro estrangeiro para investimentos em infraestrutura e na economia real, ou seja, de longo prazo e de mais qualidade.

A expectativa para o crescimento da atividade econômica brasileira, registrado pelo Produto Interno Bruto (PIB) a preço de mercado, se sustentou em 1,7% e 0,8% para 2020 e 2019, respectivamente. Embora em ritmo gradual, a economia do país está se recuperando, principalmente por fatores domésticos. Além da aprovação da reforma previdenciária, as melhores perspectivas para o andamento da reforma estrutural aumentam a confiança e sustentam o investimento, que também é impulsionado por condições financeiras mais favoráveis.

Finalizamos nosso encontro com um almoço especial de confraternização com nossos associados, parceiros e amigos, que contribuíram diretamente para o sucesso das iniciativas ABIMAPI, bem como para o desenvolvimento do setor que representamos. A agenda de reuniões para 2020 já está disponível em nosso site. Lembramos que a entidade entra em recesso a partir de 19 de dezembro e volta às atividades no próximo dia 06 de janeiro. Aproveitamos a oportunidade para desejar Boas Festas a todos e um ano novo repleto de conquistas!

 
ABIMAPI - Arquivos 12ª Reunião CG & A
SIMABESP - CCT 2019-2020 Data-Base 01OUT - Termo Aditivo
 
Notícias
Pães e massas devem ser os primeiros afetados pela alta do dólar
Comer de maneira sustentável é caro para um quinto da população mundial
 
Associados
Bauducco lança pão com fermentação natural
 
Nestlé lança iniciativa de sustentabilidade que repensa suas operações
 



 

 
   
 

 
     
 
SIMABESP realiza Reunião de RH e aborda tema de gestão empresarial para assistência médica Indicador de Nível de Atividade da indústria sobe 0,7% em outubro, aponta FIESP PGFN divulga regras para adesão da Transação Tributária autorizada pela MP 899/2019
 
     
     
 
Eventos
 
 




 

 
 
Redes Sociais e Novidades
 
 
     
Dezembro chegou! Que tal preparar uma receita com cheirinho de Natal? ABIMAPI realiza 2ª Reunião do Comitê Gestor da área de exportação FIESP e SESI realizam a Campanha de Vacinação contra a Gripe 2020