e@bimapi

Informações relevantes sobre o setor toda quarta-feira
 
 
Logotipo e@bimapi
 
 


O surto de COVID-19 causou grande impacto na categoria de alimentos e bebidas. O agravamento da crise econômica vem levando a indústria a encontrar maneiras criativas de se adaptarem à nova realidade, o “próximo normal”, em que os consumidores não são apenas limitados por seus orçamentos, mas também são mais críticos e bem-informados sobre suas escolhas alimentares.

De acordo com a Mintel, empresa especializada em pesquisa de mercado, uma das categorias que se destacaram positivamente foi a de pães e produtos panificados por estar bastante associada a um consumo habitual e indulgente. Durante a pandemia, o preparo de pães e doces em casa virou uma atividade de lazer para muitos brasileiros, 35% têm feito mais bolos e doces e 19% mais pães dentro do lar. Deste número, 32% pretendem manter esse costume após a pandemia.

Considerando-se que parte dos consumidores têm buscado alimentos que os ajudem a ganhar tempo, devido ao acúmulo de funções, pode haver uma oportunidade para a categoria, como refeições no horário de almoço. Enquanto antes do isolamento social apenas 28% preparavam refeições do zero com frequência, 63% disseram estar fazendo isso atualmente.

Na categoria de biscoitos, os recheados e cookies se beneficiaram com a nova rotina, à medida que as ocasiões de consumo aumentaram dentro de casa. Os consumidores se conscientizaram muito mais em relação à higiene e segurança alimentar e compreenderam como seus hábitos estão relacionados à saúde física e mental.

As marcas que priorizam inciativas que contribuam com o meio ambiente, sejam em suas composições, processos produtivos ou embalagens, podem se destacar. De acordo com o Tracker Global COVID-19 Mintel – Brasil, 47% das pessoas se preocupam com problemas ambientais.


A alimentação, saudável ganhou ainda mais destaque, tanto como forma de cuidar da saúde imunológica, física e manter o peso diante da diminuição de atividades físicas, como também para lidar com a ansiedade e melhorar a saúde mental e emocional. Neste cenário, existe espaço tanto para que marcas de alimentos e ingredientes estimulem ainda mais o preparo de refeições em casa, especialmente com foco em melhorar o sistema imunológico, saúde mental/emocional e opções que ajudem na manutenção do peso, aponta Laura Menegon, Analista de Alimentos e Bebidas da Mintel.


O conteúdo acima foi apresentado durante a 04ª Reunião do Conselho Gestor ABIMAPI & SIMABESP, que ocorreu na última quinta-feira (22).

 

Notícias
Biscoito alcança US$48 mi em vendas no exterior
 
ABIMAPI apresenta pesquisa com os impactos da pandemia no transporte marítimo internacional
 
Associados
Pullman e Plusvita apresentam Bisnaguito de Milho
 
Líder no setor de massas e biscoitos no Brasil, M. Dias Branco convoca para seu programa de conexão com startups
 
 


 

 
   
 

 
     
 
Contratações temporárias ganham destaque durante a pandemia Reforma tributária: entidades de classe enviam carta ao Congresso pedindo rejeição total do projeto Feirão de crédito da FIESP: 67% das micro, pequenas e médias empresas precisam de recursos para capital de giro
 
     
     
     
 
Eventos
 
 

 


 

 
 
Redes Sociais e Novidades
 
 
ABIMAPI na Mídia: projeto de exportação é destaque na CNN Confira as 46 modalidades disputadas nas Olimpíadas de Tóquio 2021 marcou a história do SIMABESP, o sindicato completou 80 anos de história!