Notícias

SP Negócios e ABIMAPI firmam acordo para capacitar exportadores do setor alimentício de São Paulo


A SP Negócios – agência de promoção de investimentos e exportações do município – e a ABIMAPI (Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados) celebraram, nesta terça-feira (02/07), um Acordo de Cooperação Técnica para capacitar empresas exportadoras do setor alimentício de São Paulo.

“Com este trabalho em conjunto, teremos maior acesso ao mercado internacional para prospectar novos clientes e atrair investimentos. Essas ações resultam na geração de emprego e renda no setor de alimentos e na cidade”, avalia Juan Quirós, presidente da SP Negócios.

Participaram do encontro representantes de importantes empresas do setor como Bifum Brasil, Village, Nissin Foods do Brasil e Frutos da Amazônia. A parceria visa a qualificação técnica setorial e o incentivo às empresas que desejam exportar seus produtos.

Para o presidente da ABIMAPI, Cláudio Zanão, o convênio resultará na inovação do setor. “Nós esperamos que todo o apoio dado pela SP Negócios efetive a ideia de que produtos fabricados em São Paulo cheguem ao mercado externo, potencializando a competividade das nossas empresas”, comenta Zanão.

A SP Negócios promove periodicamente workshops voltados a assuntos relacionados ao cotidiano do exportador e, em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e a FECAP, conduz o PEIEX São Paulo, programa de capacitação de exportadores, que faz o acompanhamento das empresas nos processos preparatórios para inicialização ou ampliação das vendas ao exterior.

Sobre a ABIMAPI

A Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados é a entidade que congrega o 3º maior mercado global produtor e consumidor de biscoitos e massas alimentícias e o 7º em pães e bolos industrializados, representa 75% do setor e gera mais de 100 mil empregos diretos. Só no Brasil, responde por um terço do consumo nacional de farinha de trigo.

Fonte: Assessoria de imprensa SP Negócios