Notícias

9 erros da liderança que provocam falhas na loja

Ainda que o mix fosse exato; as negociações, excelentes; e a entrega de pedidos, impecável, nada funcionaria se loja e retaguarda falhassem. Imagine, então, o impacto nos resultados das fissuras na execução rotineira diante das conhecidas imperfeições de toda a cadeia. Muitos desses problemas dizem respeito ao comportamento das lideranças. Veja a seguir nove principais erros cometidos e como evitá-los. 

1) Gerentes e encarregados não se interessam em entender os processos, o que leva a  replicá-los de maneira incorreta. A consequência disso é o retrabalho. A credibilidade do líder também fica comprometida. Daí a importância de a empresa se preocupar com o treinamento dos gestores. Já esses profissionais devem buscar maior conhecimento

2) A liderança não entende seu papel. Um bom líder deve saber ouvir, orientar, ensinar e motivar a equipe, bem como estimular a proatividade e oferecer feedbacks constantes. Quando isso não acontece, falta treinamento e coach ou o profissional não é apto para ocupar a posição

3) Um bom líder não pode ter sua rotina focada em atividades operacionais. Esse papel é dos subordinados. Seu dever é desenvolver estratégias para melhorar a execução dos processos e dos resultados. Gerentes e encarregados não podem centralizar tarefas

4) O controle de processos é atribuição dos gerentes e encarregados. Quando esquecido ou mal realizado, resulta em improvisos. O ideal é que, periodicamente, com um check list em mãos, os líderes confiram o desenvolvimento das atividades de seus colaboradores

5) O acesso das lideranças a ferramentas tecnológicas é um ponto subestimado por muitas empresas. Os softwares podem ajudar no controle de atividades e na produtividade

6) A avaliação das lideranças também costuma ser negligenciada. O ideal é um feedback 360 graus, que permita ao profissional ser avaliado também por seus pares e colaboradores

7) Funcionário desmotivado é frequente nas lojas e uma das principais causas de falhas na execução. E isso se deve à pouca importância que a própria empresa confere a eles. Explicar a relevância do papel e das atividades de cada um é um bom começo

8) Falta de conhecimento técnico e de entendimento das tarefas é outro obstáculo aos bons resultados. As empresas devem treinar suas equipes, mesmo que elas busquem novas oportunidades no mercado. Turnover alto não pode ser pretexto para evitar os investimentos. Convém distribuir manuais de operação com a rotina diária (passo a passo, tempo médio de cada tarefa e escala de horário). O uso de recursos visuais, com esquemas simples, também é boa ideia

9) Encarar como “dinheiro jogado fora” a inclusão do pessoal da base em um programa de remuneração variável, vinculado a um sistema de metas, é um equívoco. Segundo consultores, desde que os indicadores que serão usados para estabelecer as metas estejam maduros, o retorno de tal investimento é líquido e certo

Fonte: Supermercado Moderno