Pepsico vai investir em caminhões elétricos e a gás no Brasil

A gigante alimentícia Pepsico vai comprar caminhões elétricos e adotar o gás como principal fonte de energia em nas fábricas e frota no País

A PepsiCo, gigante na produção de alimentos e bebidas, dá mais um passo em suas metas ESG. A empresa vai substituir o uso de combustíveis fósseis por gás biometano, tanto na frota de veículos como em suas fábricas no Brasil. O projeto começa já no próximo mês de março. E estreia na unidade fabril de Itu, no interior de São Paulo.

Dessa forma, a companhia planeja neutralizar as emissões na produção de salgadinhos Lays, Cheetos e Doritos. Conforme a PepsiCo, ao implementar o uso de gás em todas as suas oito fábricas brasileiras, a empresa vai contribuir para a redução de cerca de 44% no total de emissões de gases de efeito estufa (GEE) provenientes das plantas no País.

Metas

Assim, começando por Itu, a fábrica vai receber uma estação de abastecimento de biometano capaz de atender até 100% a demanda de gás para cozimento, fritadeiras, fornos. Bem como caldeiras de água da fábrica, totalizando aproximadamente 15 mil m³ por dia.

Nesse sentido, a estação foi desenvolvida pela Ultragaz. Empresa também responsável pela logística de abastecimento com biometano originado de aterros sanitários, como o de Caieiras (SP).

Publicidade

“Este é um grande passo em nossa jornada de redução de emissões de carbono. Assim como a consolidação do uso de energia limpa em nossas fábricas. Distribuir o gás dos aterros sanitários é outro ponto forte do projeto de Itu, porque oferece uma solução para a gestão de resíduos”, explica o presidente da PepsiCo Brasil Alimentos, Alex Carreteiro.

Dessa forma, a expectativa da companhia é levar o biometano para outras duas fábricas do estado de São Paulo até o fim de 2025. Além de mais quatro fábricas de alimentos no Brasil até 2027. Com isso, a PepsiCo estima reduzir aproximadamente 67,5 mil toneladas de GEE ao ano. Ou seja, quantidade equivalente ao plantio de 472 mil árvores.

Biometano vai abastecer os caminhões da PepsiCo

A Pepsico mantém uma frota de 170 caminhões entre gás e elétricos. Porém, 69 modelos são movidos a gás entre Iveco e Scania. Ou seja, as únicas empresas que oferecem a tecnologia no País. Assim, desse montante 50 vão se beneficiar do abastecimento de biometano em Itú.

Publicidade

Todavia, a companhia mantém uma frota com mais de 3 mil caminhões de médio a grande porte. Conforme a empresa, desde janeiro do ano passado, a empresa tem a meta de que 20% da frota seja de caminhões movidos a gás ou elétricos.

Por ora, não é possível expandir essa meta para 100%. Afinal, seria necessário o desenvolvimento da infraestrutura de recarga e de abastecimento dos veículos País afora.

Seja como for, vale lembrar que recentemente, a Pepsico comprou o primeiro caminhão elétrico da Scania. Trata-se do semipesado P25 6×2 elétrico gera o equivalente a 310 cv de potência. Além disso, conta com pacote de nove baterias, com capacidade de 300 kWh. Ou seja, rendendo ao modelo autonomia de 200 km. O caminhão pode transportar 23 toneladas.

Pesquisar
Veja também:
Regulamentação da reforma tributária deverá ser enviada na próxima seman...
Igualdade salarial entre homens e mulheres
Fiesp debate se reforma trabalhista também se aplica a contratos anterio...
Wickbold e integrantes do Mulheres em Movimento colaboram com o Programa...