PepsiCo anuncia a compra do seu primeiro Caminhão Elétrico de Distribuição no Brasil.

A iniciativa sela mais uma vez a parceria entre a PepsiCo e a Scania pela jornada para a redução de emissões de gases de efeito estufa (GEEs) no transporte de cargas.

PepsiCo, uma das maiores empresas de alimentos e bebidas do mundo, anuncia a aquisição do seu primeiro caminhão elétrico semipesado de distribuição no Brasil, do modelo Scania P25 6×2, fabricado na Suécia. A iniciativa sela mais uma vez a parceria entre a PepsiCo e a Scania pela jornada para a redução de emissões de gases de efeito estufa (GEEs) no transporte de cargas. A tecnologia do modelo sueco possibilita reduzir a 0% as emissões de CO2 em comparação a um caminhão tradicional, movido a diesel.

A PepsiCo foi uma das pioneiras do setor de bens de consumo no Brasil a testar e adquirir caminhões movidos a GNV (gás natural veicular) e veículos 100% elétricos, desde 2019. Agora, agrega um caminhão elétrico da Scania à sua frota de grande porte, com capacidade para transportar 23 toneladas e autonomia de até 200 km. A transportadora Andrade Logística, prestadora de serviço de logística para a PepsiCo, receberá um segundo caminhão elétrico da Scania que será utilizado nas rotas de distribuição de alimentos para a companhia.

“A tecnologia nos ajuda a impulsionar nossa estratégia global de ESG, chamada PepsiCo Positive (pep+), que busca ampliar nossa frota de veículos com menor emissão de GEEs e outras soluções que resultem em ganhos ambientais em toda a nossa cadeia de valor. É esse compromisso que nos move e a América Latina tem contribuição fundamental para os objetivos globais de ESG da PepsiCo”, diz Alex Carreteiro, presidente da PepsiCo Brasil Alimentos.

Este modelo da Scania foi trazido ao Brasil a pedido da PepsiCo para testes de performance e rotas em sua operação logística interna, entre as fábricas e centros de distribuição, considerando a autonomia para longas distâncias. O caminhão elétrico da PepsiCo vai operar entre as cidades de Cabreúva, Itu, Valinhos, Indaiatuba e Sorocaba no estado de São Paulo, e, ainda que não indique o início de vendas e fabricação do modelo no país, vai possibilitar o conhecimento necessário para o aprimoramento e adaptação às necessidades locais, ampliando as soluções da empresa para frotas mais sustentáveis.

“A eletrificação é uma jornada que depende de diversos fatores, especialmente ligados à infraestrutura, tecnologia, descarte de baterias, entre outros, e estamos nesta fase de teste operacional com a PepsiCo. Como líderes na transição energética para tecnologias mais sustentáveis no transporte da carga, estamos sempre buscando inovar e essa parceria será de suma relevância para o mercado brasileiro”, diz Christopher Podgorski Presidente & CEO da Scania Brasil.

Os executivos Simone Montagna, CEO da Scania; Christopher Podgorski, CEO Scania na América Latina e Alex Carreteiro, presidente da PepsiCo Brasil Alimentos. Foto: Marco Pinto

No caminho para uma frota mais sustentável

A PepsiCo conta com uma frota própria com mais de 4 mil veículos, dos quais mais de 160 são elétricos ou GNV, e mantém uma operação logística de alta capilaridade, chegando a todas as regiões do país. A empresa incorporou em 2020 os primeiros dez caminhões elétricos em sua frota de médio porte. No mesmo ano, adquiriu 18 unidades movidas a GNV atingindo uma redução média de 23% nas emissões de CO2, em comparação aos caminhões tradicionais. Desde então, a frota da PepsiCo já reduziu cerca de 900 mil quilos de CO2, o que corresponde ao plantio de cerca de 6 mil árvores.

A partir de 2023, toda compra de caminhões novos da PepsiCo contará com 20% de veículos elétricos ou movidos a gás. Com essas medidas, o potencial (conservador) de redução na emissão de COda frota da PepsiCo é de 30% até 2030.

A PepsiCo também implementou em 2023 painéis de filmes fotovoltaicos orgânicos (Organic Photovoltaics – OPV) em 250 caminhões – uma tecnologia pioneira no país para frotas, para o carregamento da bateria de acessórios do veículo utilizando energia solar. A iniciativa contribui para a redução de emissões de gases de efeito estufa (GEEs) em cerca de 7,8 toneladas de CO²/ano.

O presidente da PepsiCo Brasil Alimentos, Alex Carreteiro, recebe o primeiro caminhão elétrico semipesado da Scania, que vai integrar a frota própria da companhia. Foto: Marco Pinto.
Pesquisar
Veja também:
5 passos para melhorar a integração dos departamentos da empresa
IBGE: rendimentos de mulheres em 2023 é 20% menor que o dos homens
Nova Indústria Brasil é instrumento moderno e vai fomentar neoindustrial...
Oportunidade Única: PepsiCo Busca Talentos em Home Office