Nossos Releases

16 de outubro é o Dia Mundial do Pão

Para celebrar a importância de um dos alimentos mais antigos e importantes do mundo, comemora-se em 16 de outubro o Dia Mundial do Pão. Criado pelos egípcios há mais de seis mil anos, o pão foi se espalhando pelos quatro cantos do planeta e ganhando novas receitas e formatos. No Brasil, o pão industrializado tem conquistado mercado por sua praticidade e tempo maior de vida útil e já está presente em 73,6% dos lares do País.

Nas prateleiras dos supermercados estão disponíveis aproximadamente 15 tipos de pães de forma, desde o tradicional (branco, integral, com grãos, entre outros) até os mais sofisticados, típicos de diferentes regiões, como os franceses croissants, os australianos aussie breads, entre muitos outros.

Em comemoração à data, a Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI) disponibiliza em seu site um livro virtual de receitas à base de pães, que também oferece informações sobre a história do alimento, suas propriedades nutricionais, dicas e curiosidades.

 

Pães do mundo: origem, ingredientes, texturas e sabores

Pão de forma

Em 1912, o norte-americano Otto Rohwedder desenvolveu uma máquina para cortar os pães em fatias, originando o tradicional pão de forma. Sua comercialização começou somente em 1928, mas este tipo de pão caiu no gosto popular em 1960, atendendo aos consumidores que precisavam de um alimento mais prático, que durasse mais tempo.

Bagel

Apesar de muito popular nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido, especialmente em cidades com grandes populações judaicas, a receita original surgiu na Polônia, ainda no século XVII. Seria uma evolução do pretzel, e foi criado e popularizado pelos judeus. Apesar de contar com os mesmo ingredientes de um pão comum, o bagel é fervido e cozido durante sua preparação e moldado em forma de anel.

Aussie Bread

Docinho e com leve sabor de mel, os australianos aussie breads são bastante conhecidos nas grandes cidades e servidos em redes de restaurantes típicos da Austrália. A receita e origem desse pão são um mistério, mas sabe-se que o primeiro nome desse pãozinho era ranchers bread (pão dos ranchos) e que antigamente era servido somente como acompanhamento de sopas e saladas.

Ciabatta

O Ciabatta é um pão branco de origem italiana. Sua receita inclui a preparação da biga ou esponja, que é uma mistura de farinha, fermento e água feita algumas horas antes do preparo da massa propriamente dita. O seu nome vem da palavra italiana “chinelo” ou “pantufa”, em alusão ao seu formato achatado. Como na sua composição existe uma grande percentagem de água, este pão apresenta um miolo bem mole e bastante aerado.

Pita

Pita ou pão sírio, como é mais conhecido, é um pão achatado, de origem árabe e foi introduzido no Brasil no início do século passado por imigrantes sírio-libaneses. Acredita-se que os primeiros pães a serem elaborados pelo homem assemelhavam-se a este, pois eram misturas de farinha de trigo e água, ainda sem o uso da fermentação, assadas sobre brasas ou pedras quentes, gerando um pão achatado.

Croissant

Por incrível que pareça, a origem do pão de massa folhada mais famoso do mundo, cujo nome significa “meia-lua” não é francesa e sim austríaca. Diz a lenda que esta especialidade foi inventada por volta de 1683 em Viena, na Áustria, e somente por volta de 1770 chegou ao território francês, por meio de Maria Antonieta, austríaca de nascença que se tornou rainha da França.

Pão preto

De origem russa e também conhecido como borodínski, este é um pão de cor marrom-escuro com gosto agridoce e aroma picante.  A massa é feita da farinha de centeio misturada com uma pequena quantidade da farinha de trigo. Antes de ser amassada, ela é preenchida com água fervente e deixada durante algumas horas sob uma temperatura determinada. A receita também inclui melaço, malte de trigo e o toque especial são as sementes de coentro, normalmente substituídas por erva-doce e cominho na América do Norte e na Europa Central.

 

Sobre a ABIMAPI

A Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI) é uma das maiores associações alimentícias do País, resultado da fusão entre ABIMA (Associação Brasileira das Indústrias de Massas Alimentícias e Pão & Bolo Industrializados) e ANIB (Associação Nacional das Indústrias de Biscoitos). Representa 90 empresas, que detêm cerca de 75% do setor com faturamento de R$ 32 bilhões ao ano, produção de 3,4 milhões de toneladas de produtos e que gera mais de 100 mil empregos diretos. Só no Brasil, responde por um terço do consumo nacional de farinha de trigo. Mais informações em www.abimapi.com.br ou em Facebook.com/Abimapibrasil.

___________________________________

Informações para a imprensa:

TREE COMUNICAÇÃO – (11) 3093-3614 / (11) 95456-6175

Kelly Viana - kelly.viana@tree.inf.br