Nossos Releases

Carboidrato à noite engorda?

Diferentemente do que pensam muitas pessoas que querem perder peso, comer carboidrato à noite não engorda. A restrição do macronutriente durante este período do dia não é uma prática recomendada, ainda mais para quem dormirá na sequência enfrentando um longo período de jejum durante o sono. Esta prática também não é indicada após a realização de uma atividade física, período mais favorável para recuperação de nutrientes musculares.

Alessandra Godoy, consultora de nutrição da ABIMAPI – Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados, explica que quando a pessoa restringe o carboidrato à noite, diminui o valor calórico total que consome ao longo do dia e este fator a faz “emagrecer”. Contudo, esta diminuição é na maior parte das vezes água e, assim que retoma a comer de maneira habitual, volta a ganhar o peso perdido. “Se fizer uma reeducação alimentar, diminuirá proporcionalmente os grupos de alimentos e a perda de peso e de gordura tende a ser permanente, desde que incorporado aos novos hábitos”, completa.

Uma pesquisa realizada pela Universidade Hebraica de Jerusalém analisou 78 policiais acima do peso que experimentaram uma dieta com poucas calorias durante seis meses. Os voluntários foram divididos em dois grupos: um deles distribuiu os carboidratos ao longo do dia, enquanto o outro ingeriu o nutriente apenas no jantar. Os resultados dos exames mostraram que mesmo comendo carboidrato a noite, ambos os grupos tiveram perdas importantes de peso, gordura corporal, circunferência abdominal e também dos índices de gordura no sangue. Além disso, a sensibilidade à insulina melhorou, diminuindo os riscos de diabétes.

Mito ou verdade: carboidrato após as 18h faz mal a saúde?

É muito comum ouvirmos que após as 18h não se deve comer carboidratos, mas isso é um MITO. Não há nenhuma comprovação cientifica de que esta prática seja benéfica ao organismo. O correto é consumir todos os tipos de alimentos em quantidade adequada, sem abusos, para não prejudicar o sono. O ganho de peso não está relacionado somente ao carboidrato consumido à noite, “os verdadeiros responsáveis são a ingestão exagerada de calorias, a alimentação desequilibrada e o sedentarismo. Ou seja, além de não ter nenhuma vantagem relacionada ao emagrecimento, ainda há o risco de ter dor de cabeça, irritação e tontura se a restrição for muito severa” completa Alessandra.