Notícias

A retração foi de -2,01% em dezembro de 2016, informa o índice FIPE/Buscapé

Sandoval Martins, CEO do Buscapé, salienta que, por conta de sua composição e características, a cesta de produtos do e-commerce tende a ser deflacionária em condições ideais de mercado.

A comparação é feita sempre dos mesmos produtos, que propendem à desvalorização com a disseminação da tecnologia, lançamento de um produto superior na mesma categoria ou troca de coleção e mostruário.

"Em 2016, com o avanço da crise econômica e política, que refletiu no aumento do desemprego e na desvalorização do real ante o dólar, os preços do e-commerce explodiram e a inflação atingiu dois dígitos pela primeira vez desde o início da série histórica. Ainda pairam muitas incertezas, mas o comportamento do índice mostra que o mercado está confiando que o pior da recessão já passou", afirmou.

Fonte: Supermercado Moderno